3/7/2007
Clima prejudica milho
 
As mudanças no tempo durante o período de desenvolvimento da lavoura afetaram a produtividade do milho safrinha no Paraná. Em algumas regiões as perdas passam de 30%.

O agricultor Eliceu Piana plantou na época certa, em janeiro, mas em abril começaram os problemas. O calor e o excesso de umidade favoreceram o aparecimento da ferrugem. “O clima correu bem, até choveu, mas deu uns calorões depois. Não sei se foi aquilo que estragou e veio a doença”, diz.

O agricultor que plantou mais tarde viu a geada destruir parte da lavoura que estava se desenvolvendo. “Teve baixa temperatura, que formou uma geada de média a alta intensidade, comprometendo o milho que foi plantado após o dia 10 de fevereiro”, comenta o técnico agrícola Jovelino José Pértile.

Calor, chuva, geada. Por causa das mudanças no clima, a estimativa do Departamento de Economia Rural é que em todo o Paraná as perdas cheguem a 15%. E na região oeste o prejuízo pode ser ainda maior.

Os produtores devem deixar de colher 32% do que foi plantado, o equivalente a 300 mil toneladas de milho.

 
 
 
» 23/4/2008 - Mapa monitora níveis de resíduos em produtos vegetais
 
» 23/4/2008 - A chuva acompanhada de granizo prejudicou lavouras gaúchas e paranaenses.
 
» 13/3/2007 - Aumenta importação de insumos agropecuários
 
» 13/3/2007 - Brasília: bancos já dão crédito para a safra 2007/
 
» 13/3/2007 - Governo defende que setor do álcool se profissiona
 
1